domingo, 4 de novembro de 2012

2a. Carta Apostólica por ocasião do Dom da Partilha





2a. Carta Apostólica por ocasião do Dom da Partilha
 
Caríssimos irmãos e irmãs, saudações naquele de quem fomos chamados para anunciar a boa nova aos pobres, Jesus, o Ressuscitado. Graça e paz em abundância. Saúda-vos também Vanda, Carminha e Mircia, trabalhadoras conosco, da mesa do Dom.

Caro Fernando, eis que o sol declina sobre a ponte, por trás da igreja que está assentada sobre as sete colinas. Antes que a noite chegue na espera da nova manhã, precisamos estar unidos ao redor da mesa dos pobres, pois é para eles que a chave da manhã foi dada.

Aprendi com o irmão Mesters que o tempo de Deus (kairos) é diferente do nosso tempo (chronos), por isso devemos estar vigilantes na oração dia e noite, bem como no trabalho, para que possamos ter algum azeite na lamparina quando a noite chegar. O trabalho que ora exercemos, já alimentou uma legião nos primeiros 6 meses, que equivale a meio tempo de kairos, mas  cada refeição é infinita na misericórdia de Deus, portanto a cada alimento oferecido com amor, a graça do Senhor é derramada, e em abundância, sobre todos os que de uma maneira ou de outra estão servindo à mesa. É um mistério, e grande mistério este.

Peço que saúdes as santas mulheres que estão nesta Igreja de Olinda e Recife, especialmente as que nos acompanham, mesmo à distância, e que ajudam com suas preces, trabalho e doações. As irmãs e os irmãos do Cursilho, que foram tão generosos, logo na primeira hora, ao Frei, as irmãs e irmãos do Igreja Nova, pois sua missão ainda está no meio do tempo (kairos), as santas mulheres contra o desemprego, cujo carisma é cada vez mais necessário. Ainda um pouco da sua paciência e peço que dê um abraço fraterno na comunidade da Igreja que está em Casa Forte, pois ela dá um grande testemunho de força e adesão ao evangelho, quando também serve aos pobres. Abraça, por mim, as irmãs que estão trabalhando na igreja do Dom, pois foi lá que Ele nos inspirou e se convidou para almoçar conosco. Ele também está suscitando muitos amigos, pois veja o seu homônimo que é bispo desta Igreja que está na segunda região do Nordeste, e que dá testemunho, como também os filhos de D. Bosco, João e Baronto.

Espero não ter esquecido de ninguém. Não leves nada no caminho, a não ser a bênção.

Aqui ficamos em Dois Unidos aguardando teu regresso. João manda-lhe a oração de Vicente, Helder e Francisco. Cuidado com o pó da estrada para que tuas sandálias não o salpiquem por aí.

Um abraço fraterno, amigo. Assuero
29-3-204

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário